NotíciasSegurança

Claranet lança serviços de cibersegurança baseados em Microsoft Azure Sentinel

Os novos serviços de cibersegurança já estão disponíveis no mercado.

A Claranet lançou um novo conjunto de serviços de cibersegurança baseados na plataforma Azure Sentinel, tornando-se no primeiro parceiro da Microsoft em Portugal a disponibilizar uma nova geração de soluções inteligentes e multiplataforma assentes nesta tecnologia de gestão de eventos de segurança da informação (SIEM).

O managed service provider reforça, assim, a capacidade do seu security operations center (SOC) com serviços que tiram partido de todas as características da plataforma da Microsoft, adicionando novas capacidades de personalização para várias plataformas, necessidades e tipos de infraestrutura.

A capacidade de desenvolver conectores para outras plataformas cloud é também uma mais-valia dos novos serviços.  O trabalho, que foi desenvolvido em estreita colaboração com a tecnológica americana, deu à empresa de cloud e cibersegurança a capacidade técnica para desenvolver e instalar custom connectors específicos para infraestruturas não suportadas nativamente no Sentinel.



A oferta pretende ir ao  encontro das necessidades das organizações com infraestruturas de cloud pública, privada, híbrida ou on-premises e oferecer serviços de cibersegurança  inteligentes e com capacidades de monitorização permanente, integrando tecnologias de inteligência artificial e machine learning.

António Ribeiro, cybersecurity manager da Claranet Portugal, explicou a importância da nova oferta: «Desde o início que a Claranet está a trabalhar com a Microsoft para aproveitar ao máximo as capacidades disruptivas do Azure Sentinel, e o facto de sermos o primeiro parceiro em Portugal a fazê-lo permitiu-nos disponibilizar desde logo um leque muito completo de soluções de cibersegurança, inteligentes e multiplataforma».

O responsável destacou o que muda com os novos serviços: «A nossa fórmula de sucesso do SOC mantém-se e contempla a monitorização 24×7 bem como a resposta a incidentes como parte de um processo de melhoria contínua. O que muda é a nossa capacidade reforçada para garantir soluções de segurança ainda mais flexíveis, rápidas e com maior eficiência na gestão da solução Azure Sentinel».

Já António Miguel Ferreira, managing director da Claranet Portugal e responsável pelas operações do grupo na Ibéria e América Latina, acrescenta que «a integração do Azure Sentinel no SOC demonstra o compromisso em continuar a inovar e de adaptação às necessidades do mercado».

 

Business-IT

Deixe uma resposta