InternacionalNotícias

Sundar Pichai assume o controlo total da Google

Sergey Brin e Larry Page, os fundadores Google, entregaram o controlo da Alphabet, a empresa que detém a Google ao até agora CEO da Google, Sundar Pichai.

Wikimedia

Quatro anos depois de terem feito uma reestruturação profunda da empresa, os fundadores da Google, Larry Page e Sergey Brin, anunciaram, num artigo publicado no blogue oficial da Google, que entregaram o controlo da Alphabet, a empresa que detém a Google, ao CEO da própria Google, Sundar Pichai.

Os dois fundadores irão continuar a ser empregados da Alphabet e vão manter os seus lugares no conselho de administração, mas vão deixar de estar envolvidos directamente na gestão diária do império empresarial que criaram há 20 anos na Universidade de Stanford.

No artigo Sergey e Larry escreveram: «Com a Alphabet bem implantada e a Google e os outros investimentos (Other bets) a funcionarem efectivamente como empresas independentes, está na altura de simplificar a nossa estrutura de gestão. Nunca fomos de manter cargos de gestão quando pensamos que existem maneiras melhores de gerir a companhia. E a Alphabet e a Google já não necessitam de ter dois CEO e um presidente. Daqui em diante, Sundar será o CEO da Google e da Alphabet.



Ele será responsável executivo pela liderança da Google e gerir o portefólio de investimentos da Alphabet. Continuamos dedicados à Google e à Alphabet no longo prazo e vamos continuar a participar como membros do conselho de administração, accionistas e fundadores. Para além de tudo isto, vamos continuar a falar com o Sundar regularmente, especialmente sobre os tópicos que nos são mais queridos».

Num e-mail enviado por Sundar Pichai aos empregados da Google, ele diz que esta alteração terá pouco impacto na forma como a Google funciona no dia-a-dia:

«Quero ser bem claro que esta transição não vai afectar a estrutura da Alphabet ou o trabalho que fazemos todos os dias. Vou continuar focado na Google e no trabalho que temos vindo a fazer para fazer avançar as fronteiras da computação e construir uma Google mais útil para todos».

Desde 2015 que tanto Sergey Brin e Larry Page raramente apareceram em eventos públicos ou participaram em conferências com investidores, nem tão pouco nas conferências para programadores I/O.

A Alphabet foi criada em 2015 e iniciou uma nova era organizacional nas grandes empresas tecnológicas de Silicon Valley, numa altura em que estas empresas estavam a consolidar-se e ganhar muito poder. A Alphabet foi pensada para separar as áreas de negócio principais da Google, que incluem o motor de busca e mais de dez outros produtos, de outras como o X Lab ou a Waymo, responsável pelo desenvolvimento de sistemas de condução autónoma para automóveis.

Business-IT

Deixe uma resposta