Empreendedorismo

DeepNeuronic angaria 1,5 milhões de euros para reforçar área de I&D

A solução da startup nacional quer «contribuir para cidades mais inteligentes e seguras».

A DeepNeuronic anunciou um investimento de 1,5 milhões de euros realizado pela GED Ventures Portugal, através do GED Tech Seed Fund.

Fundada em 2021, a startup portuguesa está focada em aplicar inteligência artificial à detecção, em tempo real, de actividades anormais e ameaçadoras através de câmaras de videovigilância e quer «contribuir para cidades mais inteligentes e seguras».

A solução da DeepNeuronic usa o desenvolvimento de redes neuronais profundas aplicadas à visão computacional na vigilância de segurança para fins de protecção e segurança pública.

Vasco Lopes e Bruno Degardin, investigadores da Universidade da Beira Interior, co-fundadores da startup explicam que o valor vai servir para «consolidar a tecnologia, nomeadamente no reforço do trabalho contínuo de investigação e desenvolvimento que têm vindo a desenvolver, permitindo ainda alcançar mercados e clientes internacionais».

Já Francisco Lino Marques, partner e membro do Conselho de Administração da GED Ventures Portugal, esclarece o motivo da aposta: «Acreditamos que a solução concebida pela empresa irá permitir não só combater, de forma rápida e eficaz, possíveis situações de perigo, como também reduzir consideravelmente custos relacionados com segurança».

Deixe uma resposta