NacionalNotícias

Prémios HINTT voltam a distinguir soluções tecnológicas inovadoras na área da saúde

A Glintt anunciou os quatro vencedores dos Prémio HINTT numa cerimónia no Pavilhão do Conhecimento, uma iniciativa que visa reconhecer e divulgar as melhores práticas de adoção das TIC na área da saúde, e têm como objetivo melhorar a segurança do cidadão, apoiar a decisão clínica e a eficiência global.

Na categoria de Clinical Outcomes, o vencedor foi o projeto Derm.AI – Utilização de Inteligência Artificial para Potencializar o Rastreio Teledermatológico desenvolvido pelo Fraunhofer AICOS. A solução «pretende facilitar e aumentar a eficiência do processo de referenciação na teledermatologia» além de fazer a «integração de uma aplicação móvel para aquisição de imagens dermatológicas de lesões cutâneas no sistemas de referenciação do SNS e  construir  «uma plataforma de inteligência artificial de Priorização de Risco e Apoio à Decisão».

Por sua vez, o  Portal de Agendamento Online para vacinação contra a COVID-19, dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, venceu na categoria de Patient Safety e na categoria Value Proposition venceu o CHU de São João, com o projeto Cri.Obesidade, que «permite incorporar e tirar o melhor proveito das novas tecnologias de process mining, possibilitando a total autonomia ao utilizador na monitorização de todo o processo de tratamento dos doentes, em particular, perceber rapidamente quais os constrangimentos em termos de tempo de espera para cada passo do processo de tratamento».

Na área de Startup Innovation, a vencedora foi a BestHealth4U com o projecto adhesiv.Ai – Remote Wound Care, um «adesivo flexível e adequado para a pele, que trata eficazmente a ferida, e monitoriza continuamente a progressão da cicatrização» através da integração com um software de rastreamento digital e que permite um acompanhamento contínuo e seguro a partir de casa.

Os 10 projectos finalistas podem ser vistos em maior pormenor e em vídeo, no site dedicado ao evento.

A Glintt revelou ainda que o programa Born From Knowledge Awards promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da ANI, vai juntar-se aos Prémios HINTT na próxima edição de 2022 e que traduzirá numa distinção relacionada com a Maturidade Digital e que avaliará as candidaturas de acordo com cinco critérios: base científica, inovação, colaboração, propriedade intelectual e impacto.

Fazendo um balanço do HINTT 2021, Filipa Fixe, administradora executiva da Glintt, destacou que «na 5ª edição, o objetivo manteve-se: dar palco à saúde digital, sem nunca esquecer o cidadão» e falou da influência da situação do último ano e meio: «O contexto pandémico que atravessamos veio reforçar a importância do foco no cidadão, tanto as entidades públicas e privadas como as entidades ditas pagadoras desempenharam a sua atividade focada no cidadão como nunca antes visto. Desta forma, a tendência que vemos passa por soluções que permitam a proximidade com o utente, com o cidadão, onde quer que ele esteja».

Sobre a colaboração com a ANI, a responsável esclareceu que a parceria «é um marco extremamente importante para o HINTT, dado que vem uma vez mais comprovar a excelência dos projectos candidatos ao longo destas edições, ajudando a transformar este evento numa referência no sector nacional da saúde».

Business-IT

Deixe uma resposta