NacionalNotícias

Ironhack abre candidaturas para cursos intensivos de web development, data analytics, UX/UI design e cibersegurança

A escola de formação em tecnologia já formou mais de 8 mil estudantes em todo o mundo.

A Ironhack anunciou que as candidaturas para as novas edições dos seus bootcamps estão abertas.

A escola tem cursos intensivos presenciais de web development e data analytics em regime full-time (9 semanas) e part-time (24 semanas) e de UX/UI design em regime full-time. Já o curso de cibersegurança será leccionado em formato online e em regime full-time (12 semanas) e part-time (24 semanas).  Os bootcamps terão início no próximo mês de Outubro.

As formações destinam-se a pessoas que queiram fazer reconversão profissional ou enveredar por uma carreira tecnológica e os candidatos devem ter mais de 18 anos, domínio intermédio da língua inglesa e não precisam de ter conhecimentos de tecnologia.

A Ironhack disponibiliza diferentes modalidades de pagamento, entre as quais, uma que permite aos alunos pagar 15% do curso e pagar o restante depois de terem encontrado trabalho ou receber um financiamento do valor total do curso e pagar as propinas mensalmente com parte do salário. Estas duas formas de pagamento têm vagas limitadas.

Segundo Munique Martins, responsável pelo campus de Lisboa da Ironhack, «em Portugal verifica-se uma escassez de talento especializado em tecnologia, pelo que há um enorme potencial de reconversão profissional».

O responsável o motivo porque se deve apostar numa educação tecnológica: «É cada vez mais, o rumo para um futuro de sucesso com oportunidade de progressão de carreira e salários competitivos. Sabemos que essa mudança pode ser uma decisão assustadora quando implica dar um passo atrás e começar tudo de novo, mas também acreditamos que valha a pena devido ao contexto do mercado actual».

Segundo a escola, a maioria dos 60 alunos que fizeram cursos encontraram rapidamente trabalho no sector tecnológico. Ao longo de oito anos de actividade, a Ironhack já formou mais de 8 mil estudantes em todo o mundo.

Deixe uma resposta