NacionalNotícias

PWN Lisbon e Novabase colaboram para fomentar a diversidade

ThisisEngineering RAEng/Unsplash

A Professional Women’s Network Lisbon (PWN Lisbon) fez uma parceria com a Novabase e com as empresas do grupo, Celfocus e Neotalent, com o objectivo de destacar talento feminino na área tecnológica e promover a igualdade de género.

A área da tecnologia, seja em Portugal ou no estrangeiro, «continua predominantemente liderada por homens, com recentes estatísticas a revelar uma proporção média de 70% de homens e 30% de mulheres», explica a PWN Lisbon.

Assim, com este tipo de parceria, a entidade pretende promover iniciativas de capacitação e empowerment de mulheres nos diferentes momentos das suas carreiras. No contexto da colaboração, as empresas do grupo Novabase poderão participar e beneficiar dos programas de liderança, mentoring, youth, women on board e engaging men da PWN Lisbon e bem como das suas acções de role model, formação e networking, numa lógica de partilha de modelos de excelência.

Por outro lado, a entidade passará a integrar acções estratégicas da Novabase, Celfocus e Neotalent e a usufruir de recursos e espaços enquadrados na parceria.

«Esta parceria reforça um dos objetivos da PWN Lisbon e dos seus parceiros: promover o talento feminino e aumentar a sua representatividade nas áreas denominadas de STEM. Ter o universo de marcas do grupo Novabase como um dos  players no pilar da tecnologia é uma mais-valia para dar continuidade à promoção da diversidade corporativa em diferentes sectores de actividade», salienta Ana Torres, Presidente da PWN Lisbon.

Já Sónia Vasconcelos, head of people & organization da Novabase, esclarece as mais-valias da colaboração: «A parceria com a PWN dá-nos acesso a uma rede de pessoas, de conhecimento e de experiências diversas, que nos inspiram e motivam a sermos o melhor de nós, e a desafiarmos quem nos rodeia a encontrar o melhor de si. É importante porque a diversidade promove o pensamento disruptivo, a geração de ideias, o desenho de soluções inovadoras, críticas para lidar com desafios globais cada vez mais complexos».

Business-IT