NacionalNotícias

DPO PRO tem nova edição para ajudar a colmatar falta de profissionais de protecção de dados

Com uma duração total de 48 horas e em regime pós-laboral, a próxima edição tem data marcada para Maio e Junho de 2021.

A DPO Consulting, em parceria com a Associação Empresarial de Portugal (AEP), anuncia a 18ª edição do DPO PRO, um programa de formação de data protection officers (DPO) ou encarregado de protecção de dados.

O programa certificado criado pela consultora portuguesa especializada em privacidade, protecção de dados e segurança da informação «dá resposta a esta necessidade ao legitimar actuais e futuros DPO capacitando-os para a implementação das políticas organizacionais de privacidade, protecção de dados e segurança da informação exigidas pelo RGPD nas organizações», explica a DPO Consulting.

O DPO PRO percorre todas as matérias fundamentais e mais recentes na área, com uma forte componente
prática e vertente de auditoria. Com uma duração total de 48 horas longo de seis semanas e em regime pós-laboral, a próxima edição tem data marcada para Maio e Junho de 2021 e será feita em formato digital.

A consultora revela que há falta de profissionais certificados e que, «no final de 2020, entre empresas registadas em Portugal, apenas 3620 tinham um DPO na CNPD».

«A ascensão do cargo do DPO nas organizações tem sido absolutamente notável, sobretudo por força das obrigações legais a que as empresas estão sujeitas. Tal só é possível através da existência de formações certificadas, que permitam fornecer as ferramentas teóricas e práticas necessárias para que estes profissionais exerçam devidamente as suas funções», salienta Elsa Veloso, advogada, certified information privacy professional europe, fundadora e CEO da DPO Consulting.

A responsável explica que «cada edição do DPO PRO é reforçada com os conteúdos e as directrizes mais recentes do Data Protection European Board e do TJUE. Tudo isto é essencial para que o DPO represente com excelência a sua organização, e possa evitar inconformidades com todas estas matérias legais e potenciais coimas».

Deixe uma resposta