MercadoNotícias

Dell Technologies transforma perdas em lucros

Se há um ano, mais ou menos por esta data, a Dell Technologies anunciava perdas financeiras, durante o último trimestre a empresa norte-americana passou a declarar um lucro líquido de 4,5 mil milhões de dólares, cerca de 4,1 mil milhões de euros.

Os resultados financeiros da tecnológica norte-americana Dell foram substancialmente mais “simpáticos” este ano do que no exercício anterior. A empresa facturou 23,4 mil milhões de dólares durante o último trimestre, o segundo do ano fiscal de 2020, e teve um lucro líquido de 4,5 mil milhões. Os dois números são substancialmente melhores do que os apresentados o ano passado, quando anunciou 22,9 mil milhões de dólares de facturação e perdas de 461 milhões. Estes valores significa que as receitas aumentaram 2% e que as perdas, basicamente, se tornaram lucros.

O segmento de soluções de infra-estrutura contribuiu com 8,6 mil milhões de dólares em receita, dos quais 4,2 mil milhões correspondem a servidores. Já as soluções de clientes foram responsáveis ​​por 11,7 mil.

«Os resultados deste trimestre são fortes graças ao nosso portfólio líder e diversificado e à execução consistente. A receita operacional, a margem bruta e a receita diferida aumentaram dois dígitos, o nosso negócio de PC produziu resultados recorde e vimos um fluxo de caixa recorde», disse em comunicado internacional Tom Sweet, director financeiro da Dell Technologies. A contribuir para esta prestação esteve ainda «o foco na criação de valor a longo prazo, crescendo mais rápido que os concorrentes e o sector, aumentando a receita operacional e o EPS mais rápido que a receita e gerando um forte fluxo de caixa ao longo do tempo. Estamos bem posicionados para o futuro».



Saldo em caixa de dez mil milhões
A Dell encerrou o trimestre com um saldo de caixa e investimentos de dez mil milhões de dólares, tendo pago aproximadamente dois mil milhões de dólares em dívida bruta no trimestre e aproximadamente 2,4 mil milhões de dólares no acumulado do ano.

A empresa pagou aproximadamente dezassete mil milhões de dólares em dívida bruta ao longo dos três anos desde o fecho da transacção da EMC e está no caminho de reembolsar aproximadamente cinco mil milhões de dólares em dívida bruta no ano fiscal de 2020.

«Estamos nos estágios iniciais de um ciclo de investimento liderado pela tecnologia. Os gastos com TI estão saudáveis e os nossos drivers de negócio continuam fortes», salientou no mesmo documento Jeff Clarke, vice-presidente da Dell Technologies. «Estamos a inovar e a integrar todo o portfolio da Dell Technologies, da ponta ao núcleo da cloud, com uma empresa diversificada e projectada para ter sucesso em qualquer ambiente macro. Por exemplo, os principais pedidos da Dell aumentaram 4% no trimestre, excluindo a China».

Business-IT