NacionalNotícias

Blue Screen lança nova versão do LMS a pensar na internacionalização

A solução vai ser apresentada no mercado espanhol e em outros países europeus.

A Blue Screen IT Solutions anunciou o lançamento  da terceira versão do Legal Management System (LMS), o software de gestão e administração de processos em litigação e cobrança de dívidas.

A solução destina-se a sociedades de advogados, instituições financeiras, administradores de insolvências e organizações com uma quantidade significativa de processos em contencioso e  nova versão permite agora a gestão de dossiers legais incluindo contratos, intervenientes, processos judiciais, diligências, actividades, garantias, recebimentos e despesas, centralizando ainda na cloud toda a documentação de apoio.

O LMS tem também um âmbito mais abrangente, que vai da criação dos dossiers até à venda judicial de bens, incluindo a gestão da venda em leilão, intervindo em toda a gestão de processos de contencioso e/ou recuperação de crédito.



O software da Blue Screen tem uma forte componente alarmística e conceitos de níveis de serviço (SLA), dispõe ainda de um potente motor de workflows configuráveis para agilizar e facilitar a atribuição de tarefas entre utilizadores internos ou externos, escaláveis a grupos de utilizadores.

«O LMS está, neste momento, em implementação num dos principais bancos nacionais e as demonstrações feitas têm suscitado bastante interesse na grande maioria das organizações», explica Frederico Faria de Oliveira, managing partner da Blue Screen.

O passo seguinte será a comercialização do software além-fronteiras, sendo que, para cumprir esse objectivo, a Blue Screen IT Solutions irá começar já a apresentar a solução no mercado espanhol e noutros países europeus.

«Este primeiro ano em produção permitiu introduzir o LMS no mercado, alcançar os primeiros clientes e obter o seu feedback para introduzir melhorias nos seus casos práticos», destaca o responsável.

No primeiro ano, a solução ultrapassou os 10% da facturação global da empresa e as perspectivas são de grande crescimento diz Faria de Oliveira:  «Agora, na segunda fase,  esperamos que a solução passe a ser dominante na quota de facturação da empresa, e que ultrapasse os 25% do volume de negócios da Blue Screen».

 

 

 

Business-IT

1 comentário

Os comentários estão encerrados.