Segurança

Check Point lança série de gateways de segurança 16000 e 26000

As séries 16000/26000 integrada com o R80.30, tecnologia SandBlast, e o Maestro Hyperscale Orchestrator disponibilizam prevenção a ameaças de 5ª Geração de 1 Tbp/s.

A Check Point anunciou a nova suite de produtos de cibersegurança de rede destinado a grandes empresas e data centres, as Security Gateways 16000 e 26000.

Baseado na arquitetura Check Point Infinity, as novas gateways modulares incorporam as soluções ThreatCloud e SandBlast Zero-Day Protection e estão disponíveis nos modelos básico, plus e turbo.

As appliances são capazes de distribuir prevenção de ataques de 5ª geração com um rendimento de segurança até 24Gbps.

A empresa lançou também, no evento CPX New York, o software R80.30 capaz de, segundo a Check Point,  «extrair, pela primeira vez, ameaças da web e a funcionalidade de inspeção Transport Layer Security (TLS)/SSL».

Com patente pendente, as novas tecnologias de TLS fornecem inspeção SSL de última geração e como 90% do tráfego da web é encriptado, a inovação de inspeção SLL da Check Point vai impactar empresas em todo o mundo.

Com mais de 160 integrações tecnológicas e 100 novas funcionalidade, o R80.30 protege os utilizadores dos downloads realizados na web, em tempo real. A extração de ameaças remove o conteúdo explorável, reconstrói ficheiros para eliminar potenciais ameaças e entrega ao utilizador conteúdo limpo, rapidamente. Além disso, o painel de prevenção Threat Prevention assegura a total visibilidade da rede, mobile e endpoints.

Já o Check Point Maestro Hyperscale Orchestrator é a primeira solução de segurança de rede em hiperescala da indústria, permite que uma única gateway Check Point se expanda com capacidade e performance de 52 gateways em apenas alguns minutos.

Esta escalabilidade quase ilimitada oferece uma resiliência e segurança na cloud que, juntamente com firewall Terabit/segundo, permitem que as organizações suportem altas taxas 5G de dados na rede e ultrabaixa latência enquanto protegem as cargas de trabalho de computação de rede mais exigentes.

«Os ciberataques de 5ª Geração (Gen V) afectaram dois mil milhões de consumidores e 46% das empresas, apesar da maioria das organizações ainda estarem a implementar soluções de segurança de segunda e terceira gerações», afirmou Gil Shwed, CEO efundador da Check Point Software.

O responsável explicou a importância das novidades apresentadas: «As nossas novas gateways – em conjunto com a solução de segurança Maestro Orchestrator – vêm permitir que os nossos clientes de maior dimensão, alcancem níveis de segurança Gen V a maior taxa de inspeção do setor sem precedentes».

 

Mafalda Freire
Fã de tecnologia, gosta especialmente de tudo o que esteja relacionado com automóveis e mobile. Além disso é apaixonada pelo Star Wars.

Deixe uma resposta