NacionalNotícias

Profor agiliza logística com apoio da Inovflow

A Inovflow implementou a solução Eye Peak da Primavera para optimizar e automatizar os processos de armazém da Profor.

A Inovflow foi selecionada pela Profor, empresa especializada no fabrico e distribuição de produtos de proteção e sinalização industrial, para a optimização dos processos logísticos.

A decisão de avançar com um projecto desta natureza, é explicada por Pedro Costa Martins, CEO da Profor: «No historial de reclamações da Profor, 80% tinha origem no armazém e na expedição, pelo que precisávamos de tomar ações corretivas que eliminassem trabalho manual, propenso a erros e moroso. Por outro lado, verificávamos uma procura crescente por parte dos nossos clientes de soluções de codificação, como o código de barras ou o QR Code, a que era necessário dar resposta».

A escolha da Inovflow  baseou-se na experiência e competências, quer a nível do negócio quer técnicas e funcionais, da tecnológica.

José Ferreira, director comercial da Profor, explicou os motivos da escolha: «Percebemos desde o início que havia um grande compromisso da Inovflow com o sucesso do projecto e um alinhamento total com a nossa visão para o mesmo. O facto de já ter muitas implementações similares deu-nos a confiança que viemos depois confirmar como acertada. Temos contado com um apoio próximo, rápido, proactivo e de elevado valor acrescentado para o nosso negócio»

Com a melhoria dos processos e a ferramenta Eye Peak da Primavera, a Profor eliminou o erro humano na separação e procura dos artigos, e optimizou os tempos de avio. Paralelamente, viu a totalidade dos seus 24 mil produtos catalogados com códigos de barras, possibilitando não só o acesso a clientes da grande distribuição, mas também a plataformas de vendas como o eBay ou a Amazon.

Como resultado da implementação, «as reclamações com origem no armazém reduziram drasticamente», indicou o responsável. «Uma melhor acuidade na valorização do stock, uma maior rapidez no despacho e entrega aos clientes, a inexistência de perda de artigos no armazém e a optimização do espaço disponível» foram algumas das melhorias referidas por Pedro Costa Martins.

Os próximos desafios passam por melhorar a colocação de etiquetas singulares e de grupo,  as rotas no armazém, colocar tapetes para diminuir ainda mais o tempo de avio e para melhorar as condições de quem trabalha neste sector.

Mafalda Freire
Fã de tecnologia, gosta especialmente de tudo o que esteja relacionado com automóveis e mobile. Além disso é apaixonada pelo Star Wars.

Deixe uma resposta