Reportagem

Dell EMC quer ser vista como a principal alternativa para abraçar a Transformação Digital 

inovação, projectos

O Dell Technologies Forum, segundo grande encontro desde a fusão da Dell com a EMC, decorreu no Centro de Congressos do Estoril com a marca norte-americana a “provar” que Portugal vai continuar a ser alvo de investimento. 

«Somos a única empresa do mercado capaz de vos acompanhar neste novo paradigma da Transformação Digital que todos estamos a experienciar», disse Isabel Reis, directora-geral de Enterprise para Portugal e Espanha da Dell EMC na abertura do Forum que decorreu no Centro de Congressos do Estoril.

Este é o segundo encontro que a empresa organiza após a fusão da Dell e da EMC, pelo que quer Isabel Reis, quer Gonçalo Ferreira, responsável pela área que a empresa denomina de ‘Commercial’, aproveitaram a sessão de abertura para garantir que, hoje, o investimento da companhia em Portugal é notório, nomeadamente através da disponibilização de todas as marcas e valências que a corporação norte-americana tem em termos globais.

Assim, no Dell Technologies Forum deste ano, a empresa insistiu em comunicar a combinação do poder de inovação da Dell, Dell EMC, Pivotal, RSA, SecureWorks, Virtualstream e VMware para apresentar a transformação das TI, assim como as suas soluções de storage, de multi-cloud, de soluções VDI, e de canal, entre outras. Foram ainda falados temas como as tendências de IoT, Deep Learning, Machine Learning e as novas competências do mercado das TI.



Os anfitriões do evento divulgaram que durante o ano fiscal que terminou em Fevereiro deste ano, a Dell Technologies obteve receitas de oitenta mil milhões de dólares, alavancadas pelo facto de fornecerem, segundo os próprios, 98% das empresas presentes na Lista Fortune 500.

Hoje, a Dell Technologies “acolhe” cerca de 170 mil funcionários e tem presença em 180 países. Curiosamente, ao invés do “normal” encolhimento do número de colaboradores após uma fusão, o grupo aumentou os recursos humanos. Antes eram 120 mil. «Somos das poucas empresas da história a crescer em vez de diminuir após um processo de fusão», disse Isabel Reis. Uma ideia reforçada por Gonçalo Ferreira que enfatiza o facto de não terem sido «meia dúzia» de pessoas contratadas.

Isabel Reis e Gonçalo Ferreira, responsáveis da Dell EMC em Portugal

«Estamos a falar de cinquenta mil pessoas em todo o mundo. É um crescimento sustentado para responder àquilo que são as necessidades de abordagem que temos ao mercado. Criamos estruturas dedicadas a todas as áreas de negócio, de uma forma integrada». O investimento em Investigação e Desenvolvimento foi de quatro mil milhões de euros, «o dobro do valor de alguns dos nossos concorrentes».  

Receitas aumentam a dois dígitos

Aliás, a Dell EMC Portugal “bebe” deste sucesso internacional, com um aumento de receitas de 40% e crescimentos em todas as áreas, desde micro-informática, servidores x86 (onde a IDC lhes dá liderança mundial) ou armazenamento. «O ano passado falou-se muito se a estratégia que adoptámos seria a melhor. Se a forma como nos segmentámos e construímos a abordagem ao mercado seria a mais correcta. Era. Os resultados estão aqui e provam que foi bem feito. Claro que há correcções a fazer, estamos em constante aprendizagem». 

O ano passado, as receitas da empresa em Portugal tiveram um crescimento «a dois dígitos», algo que voltou a acontecer no primeiro semestre de 2018, avançou Gonçalo Ferreira.  

E apesar das conjunturas actuais e das alterações que têm ocorrido com a estrutura da Dell, a equipa de Portugal está a aumentar. «Somos das maiores empresas do mercado e a única com oferta end to end».  

Dados são “combustível”

Uma das mensagens que mais passou em todo o evento foi que a transformação digital irá mudar fundamentalmente a forma como cada empresa em cada indústria é criada e gerida e a forma como interage com os clientes. Parece já não haver muitas dúvidas que actualmente, se a empresa não tiver à distância de um clique, corre o risco de desaparecer do mercado. Para serem bem-sucedidas no novo mundo digital, a Dell EMC deixa o alerta que as empresas terão de embarcar na tal transformação das TI.  

Em palco esteve também Alan Atkinson, SVP technology & strategy global commercial sales da Dell EMC, que partilhou as suas ideias sobre a transformação tecnológica que todos os campos de trabalho estão a atravessar, deixando o alerta de que «os dados são o combustível para a evolução nos dias de hoje». 

Business-IT