MercadoNotícias

Smart E-Commerce Report 2021: aumento do comércio electrónico veio para ficar

Os consumidores querem que os vendedores utilizem embalagens sustentáveis e 48% espera que os grandes retalhistas reduzam a sua pegada de carbono.

snowing / Freepik

A UPS divulgou os resultados do Smart E-Commerce Report 2021, evidenciando que o crescimento das compras online veio para ficar mesmo após a pandemia: 50% dos consumidores diz que tenciona efectuar ‘todas’ ou ‘a maioria’ das suas compras através da Internet.

O relatório feito em colaboração com a YouGov sobre os comportamentos e expectativas dos compradores online inquiriu 10 mil  consumidores na Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Itália, Polónia e Reino Unido e mostra que apenas 40% dos inquiridos pretende comprar ‘tudo’ ou ‘quase tudo’ em loja física, uma redução de 14% em relação à era pré-pandemia.

A satisfação com a compra no espaço físico (41%) e uma experiência mais pessoal (38%) continuam a levar os clientes às lojas, ao passo que a conveniência (48%) e os preços mais baixos (38%) são os principais
motivadores das compras pela Internet. Quanto à importância de poder devolver facilmente os produtos, observou-se uma grande variedade de respostas, com quase metade dos inquiridos em Espanha (47%) a apontá-la como um fator chave, contra apenas 18% na Bélgica.

A maioria dos consumidores prefere grandes retalhistas a retalhistas mais pequenos e independentes, assim como as lojas online em todas as categorias de produtos. No entanto, metade dos consumidores (50%) afirma que ‘quer ajudar as pequenas empresas’. Este desejo foi mais prevalente no Reino Unido (62%) e em Espanha (61%). O valor ultrapassou os 40% nos restantes países, com exceção da Bélgica (37%), que aponta o melhor serviço ao cliente (43%) como principal motivo da compra nos estabelecimentos comerciais. As compras
realizadas nos retalhistas de menor dimensão e independentes incidem sobretudo sobre alimentos (25%) e roupa/calçado (24%).

Além disso, os consumidores querem que os vendedores utilizem embalagens sustentáveis: 54% espera esta atitude por parte das grandes marcas e 50% por parte das mais pequenas. Já 48% dos compradores espera que os grandes retalhistas reduzam a sua pegada de carbono.

Segundo Sandro Pinto, director aduaneiro da UPS Portugal, explica os resultados: «A pandemia acelerou a tendência de compras online de uma forma sem precedentes. À medida que o mercado se torna mais competitivo para as empresas de comércio electrónico, a diferenciação, através de serviços à medida do cliente, será ainda mais essencial para aqueles que procuram destacar-se. Entender as prioridades e expectativas dos consumidores em relação às compras online é uma parte vital da nossa missão, para podermos disponibilizar o que é mais importante para os retalhistas e consumidores».

Deixe uma resposta