Empreendedorismo

Uma plataforma para ligar veículos autónomos e melhorar a segurança

A Veniam desenvolveu uma solução para mover grandes quantidades de dados entre veículos e a cloud. A startup criada por portugueses faz parte do movimento internet of moving things e quer ajudar na segurança rodoviária.

A Veniam desenvolveu uma plataforma de dados vehicle to everything (V2X) que quer ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas proporcionando uma mobilidade mais segura. João Barros, co-fundador e CEO da startup, explicou o que faz a empresa: «Ligando todos os veículos às várias redes existentes, estamos a desenvolver uma plataforma de conectividade para o futuro que será fundamental inclusivamente para o desenvolvimento de veículos autónomos». A plataforma veio resolver o desafio de «mover quantidades de dados entre veículos e a nuvem, de uma forma inteligente e económica», acrescentou.

A startup foi criada em 2012, mas a sua génese é anterior e surgiu de um «conjunto alargado de projectos de investigação» desenvolvidos no Instituto de Telecomunicações da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, em conjunto com a Universidade de Aveiro, o MIT e a Carnegie Mellon. João Barros e Susana Sargento desenvolveram a ideia em Portugal e depois juntaram-se a Robin Chase e o Roy Russell, que trabalharam na empresa de carsharing Zipcar, para criarem a Veniam.

Internet of moving things
A startup está a «construir a internet of moving things» que «consiste na conexão de todos os veículos entre si e com a Internet», revelou o CEO. O grande objectivo é «tornar as cidades mais humanas, conectando todas as coisas em movimento». O software da Veniam combina arquitecturas de várias redes inteligentes com baixa latência, garantindo «a conectividade contínua do veículo», esclareceu. Com mais de 190 patentes, a plataforma é «agnóstica ao tipo de rede que utiliza para ligar os veículos à cloud, facilitando assim a implementação da solução em diferentes geografias» e contribuindo «para a melhoria de uma série de aplicações».

Uma solução e equipa global
A Veniam está focada actualmente nos veículos, mas tem potencial para ser «uma plataforma extensível a diversas tecnologias, como robôs, sensores, drones, e outras máquinas em movimento que precisem de comunicar entre si e com a cloud», disse o responsável.

Além desta abrangência, a plataforma é também global e está presente «nas áreas geográficas onde se encontram os principais fabricantes de automóvel do mundo», nomeadamente na Europa, a Ásia e nos EUA, onde aliás tem a sua sede (Silicon Valley). A empresa tem uma equipa de sessenta colaboradores composta por várias

Business-IT