MercadoNotícias

Mercado mostra dinamismo em período pós-férias

VMware anuncia dupla compra: Pivotal e Carbon Black. Cisco adquire CloudCherry.

O mercado está particularmente dinâmico neste regresso ao trabalho, com a VMware a anunciar a compra da Pivotal, marca conhecida por comercializar a plataforma de código aberto Cloud Foundry. A transacção pressupõe que a VMware adquira por quinze dólares todas as acções classe A em circulação da Pivotal, um preço que os analistas consideram significativamente elevado já que as acções desta empresa não têm tido uma prestação propriamente fantástica desde o IPO, em Abril de 2018. No entanto, após o anúncio da compra, as acções subiram.

A Pivotal foi originalmente desmembrada da EMC Corporation (actualmente DellEMC) e da agora compradora VMware em 2012 para se concentrar no Cloud Foundry, uma plataforma de desenvolvimento de software de código aberto hoje em dia em uso pela maioria das empresas da Fortune 500. Aliás, esta é uma verdadeira transacção em forma de ‘pescadinha de rabo na boca’ já que a própria Dell continua a ser proprietária da maioria da VMware e da Pivotal, sendo que a VMware também tem interesses na Pivotal, até porque vende os seus serviços.

A Pivotal Cloud Foundry sempre foi o principal produto da empresa, que também oferece serviços de consultoria adicionais. Apesar de melhorar a sua prestação financeira desde a abertura do capital, a Pivotal reportou perdas de 31,7 milhões de dólares no último trimestre financeiro.



Resta saber se esta aquisição vai, realmente, acontecer. Num comunicado enviado à imprensa, a VMware reconheceu as negociações, mas assegura que «não há garantia de que tal acordo em relação à potencial transacção vá avançar». A VMware sublinha ainda que «não quer comunicar mais sobre este assunto, pelo menos até um acordo definitivo ser alcançado». Esta é uma afirmação que os analistas dizem, claramente, ser uma «declaração protocolar», pelo que o mais provável é que o negócio esteja já num estado estado avançado.

A compra do Pivotal também faz sentido no grande ‘esquema’ das aquisições recentes da VMware. No início deste ano, a empresa adquiriu a Bitnami e, no ano passado, comprou a Heptio, a startup fundada por dois dos três co-fundadores do projecto Kubernetes, que agora é a base de muitas novas implantações na nuvem corporativa e, mais recentemente, da Pivotal Cloud Foundry.

Sem esperar mais tempo, a VMware anunciou uma segunda compra, a da Carbon Black, uma empresa especializada em segurança endpoint, por 2,1 mil milhões de dólares. Uma aquisição que permitirá à VMware avançar na protecção de cargas de trabalho com Big Data, inteligência artificial e análise de comportamento frente a acções de ciber-delinquência avançada.

Cisco compra CloudCherry
Entretanto, a Cisco comprou a CloudCherry, uma empresa especializada em gestão de experiência de cliente. Os valores da transacção não foram ainda divulgados, tendo a Cisco explicado que pretende integrar a CloudCherry no seu negócio de soluções de centro de contacto.

«Estamos muito satisfeitos por conseguirmos acrescentar a tecnologia de gestão de experiência do cliente líder no mercado da CloudCherry à nossa carteira de oferta», disse a empresa em comunicado. Para a Cisco, esta aquisição «é o próximo passo para tornar real a nossa visão de colaboração cognitiva no contact center, que permite a entrega das melhores e mais personalizadas experiências ao cliente, melhorando em última instância a sua lealdade».

Business-IT