Empreendedorismo

Inteligência artificial para melhorar o desempenho das equipas de vendas

A Attentive é uma startup portuguesa que desenvolveu um software com o mesmo nome que usa inteligência artificial para aumentar a produtividade das equipas de vendas.

A startup, que tem sede em Braga, foi oficialmente criada em 2016 mas, como explicou Daniel Araújo, co-fundador e CEO da Attentive, à businessIT, a ideia original «já tinha algum tempo». O empreendedor revelou que, quando trabalhou na Google, se apercebeu «de uma série de dificuldades que os representantes comerciais enfrentam diariamente» e assim começou a pensar como era possível colocar «a tecnologia ao serviço da eficiência». O passo seguinte foi desafiar o irmão Pedro Araújo e o amigo de longa data Luís Braga para juntos desenvolveram uma «solução para resolver alguns dos problemas das equipas de vendas».

 Do CEO ao comercial 
A ferramenta da Attentive tem três vertentes: uma mais ligada aos comerciais, outra a gestores dos departamentos de vendas e a C-Suites, com soluções que servem desde o topo à base da empresa. O co-fundador indicou que «enquanto assistente pessoal e proativo, o software toca em pontos importantes de todos os intervenientes no processo de vendas». Assim, «tem funcionalidades mais direccionadas para os comerciais, como por exemplo a facilidade de criação de oportunidades no CRM via Slack e pesquisa rápida de oportunidades»; ao nível dos gestores comerciais e C-Suite, a aplicação permite «aceder a informação permanentemente actualizada, o que se traduz numa maior confiança nas previsões e na situação corrente dos negócios».

Daniel Araújo garante que «não existe no mercado algo semelhante» ao Attentive 2.0, a última versão do software da empresa. Em relação ao que a solução tem de diferenciador, o CEO referiu que a «conjugação do Slack e HubSpot CRM» e o «assistente pessoal com uma componente proativa» são os grandes trunfos do produto, já que o software «adquire conhecimentos sobre o funil de vendas e evita falhas de informação, ao mesmo tempo que aconselha os comerciais para que tomem as melhores decisões possíveis».

O Attentive 2.0 funciona com o HubSpot CRM mas a integração com outros CRM está no roadmap da startup. A incorporação com o software da Salesforce está prevista para os próximos meses.

Crescer e ser global 
A startup recebeu um investimento de 1,1 milhões de euros da Indico Capital e da Mangrove que será canalizado na sua maioria para o «crescimento da equipa, particularmente nas áreas de produto, desenvolvimento e vendas». Mas é a «experiência» e os «contactos» destes investidores que o responsável considera serem «determinantes para crescimento» da empresa.

Como Software-as-a-Service, o Attentive tem um potencial de chegar a todo mundo e, para já, tem clientes «nos EUA, Austrália e vários países da Europa». A ideia não é só expandir geograficamente, mas também aproveitar o potencial do produto; Daniel Araújo mostrou-se optimista: «A tecnologia que estamos a desenvolver – um assistente proactivo e inteligente para cada profissional –  tem várias aplicações diferentes que extravasam o mundo das vendas. Ficamos contentes com a reacção que já temos tido do mercado do produto actual». No entanto, o co-fundador tem os pés bem assentes na terra e sabe que a Attentive está ainda «a dar os primeiros passos no desenvolvimento para ser uma empresa altamente competitiva e diferenciada a nível global».

Mafalda Freire
Fã de tecnologia, gosta especialmente de tudo o que esteja relacionado com automóveis e mobile. Além disso é apaixonada pelo Star Wars.