NacionalNotícias

PandaDoc abre escritório em Portugal e está a contratar para diversas áreas

A empresa pretende criar uma equipa em Lisboa de cinquenta pessoas ao longo dos próximos 18 meses.

A empresa de software de automatização de documentos continua a sua expansão internacional e Lisboa foi a cidade escolhida para acolher o sexto escritório, depois de São Francisco (2), São Petersburgo (EUA), Minsk (Bielorrússia) e Kiev (Ucrânia).

A PandaDoc, que tem uma política remote-first,  espera contratar cinquenta colaboradores ao longo dos próximos dezoito meses para os departamentos de vendas, marketing, produto, apoio ao cliente, recursos humanos, data analytics e finanças.

Diana Casanova será a responsável da operação da PandaDoc em Portugal, enquanto diretora financeira e Solange Alvito (na foto) será a nova diretora de recursos humanos e recrutamento que irá  utilizar a sua extensa experiência para formar a equipa local e manter a cultura remota da empresa.

Este é o terceiro ano consecutivo de crescimento da tecnológica, que em 2020 registou um aumento de receitas de 63% e que desenvolve soluções que visam simplificar o processo de criação, aprovação e assinatura digital de documentos.

Mikita Mikado, CEO e co-fundador da PandaDoc, explica  o percurso da empresa: «Começamos com escritórios nos Estados Unidos e na Europa do Leste, pelo que desde sempre que a presença global tem sido essencial para a nossa estratégia de crescimento. À medida que continuamos a escalar o negócio, a expansão na Europa foi um passo natural».

O responsável salienta os motivos para a escolha do País: «Portugal é um emergente hub tecnológico, com um talento profundo em engenharia e operações, e a sua versatilidade face a empresas em crescimento facilitou a nossa escolha de localização. Estamos orgulhosos por abrir escritórios em Portugal e estamos entusiasmados por dar as boas-vindas aos novos Pandas».

 

Deixe uma resposta