NacionalNotícias

Estudo revela que 68% dos portugueses não conhece as vantagens do 5G

O relatório mostra que 70% dos inquiridos estão satisfeitos com a actual rede móvel, o 4G.

Freepik

A Samsung realizou um estudo, em parceria com a IPSOS, sobre o nível de percepção da sociedade portuguesa sobre a nova rede móvel. Os resultados mostram que apesar de 84% dos inquiridos já terem ouvido falar sobre o tema, mais de metade, cerca de 68% da amostra, desconhece os benefícios do 5G.

O estudo inquiriu 750 indivíduos maiores de 18 anos em Portugal e concluiu também 84% dos entrevistados sabem ou já ouviram falar sobre 5G e uma em cada dez pessoas possui um equipamento compatível com a quinta geração de rede móvel.

A quinta geração móvel, irá permitir velocidades maiores e tempos de resposta menores e tudo, ou praticamente tudo, estará ligado entre si. Para os portugueses, as videochamadas (teletrabalho) com elevada qualidade (81%) e o acesso a uma ligação sem falhas (82%) são as principais necessidades que esperam ver colmatadas.

Entre as vantagens da introdução da nova geração de rede móvel, aquela que mais se destaca na opinião dos inquiridos (49%) é a velocidade de download, seguida pela melhoria de desempenho dos seus equipamentos. Apesar disso, uma grande percentagem (70%) dos participantes neste estudo referiu estarem satisfeitos com a actual rede 4G.

A diferença de desempenho entre a rede móvel actual e a nova geração leva a que 45% dos inquiridos assuma a compra de um equipamento compatível com 5G nos próximos anos, revela a Samung. O preço (41%) é a característica que mais se destaca na hora da compra, seguida da segurança (12%) e da capacidade de armazenamento interno (12%).

De acordo com a Samsung, após uma «breve introdução a todos os inquiridos sobre as vantagens da quinta geração de rede móvel, a percepção dos inquiridos foi alterada». Assim, cerca de 39% diz que serão necessários sistemas ou dispositivos mais seguros, visto que existirá um maior número de dispositivos conectados entre si; 38% considera que existirão impactos positivos na educação e na saúde (35%).

Business-IT

Deixe uma resposta