NacionalNotícias

OMS escolhe ferramenta portuguesa para planear resposta à Covid-19

A ADAPTT é uma ferramenta gráfica gratuita que vai ser usada em diversos países.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que  vau usar a ADAPTT Surge Planning Support Tool como instrumento global para o planeamento de necessidades para a resposta à pandemia.

A ferramenta foi desenvolvida pela GLINTT e pela Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), em colaboração com a OMS, tendo as entidades portuguesas acordado disponibilizá-la em regime open source, ou seja, de forma gratuita.

A ADAPTT é uma ferramenta gráfica que permite ter diversas informações e assim fazer um melhor planeamento dos recursos disponíveis. A solução disponibilizada dados sobre o número de camas necessárias- total, moderado, grave (oxigenoterapia) e crítico (incluindo ventilação mecânica, terapia de substituição da função renal e oxigenação por membrana extracorpórea); as datas de escassez prevista de cada tipologia de camas; e os recursos humanos detalhados necessários, particularmente diferentes especialidades e competências de médicos, enfermeiros e técnicos auxiliares de saúde.



Além disso, possibilita determinar os incrementos de necessidade de recursos humanos, devido à probabilidade de infecção dos profissionais de saúde.

A ferramenta é flexível e por isso pode ser actualizada com informação nova para que «os utilizadores dos vários países insiram os seus dados epidemiológicos, variem os cenários de mitigação e adaptem  a solução às diferentes taxas de ataque», explica a Glintt, em comunicado.

Desde a semana passada que a  ADAPTT  está a ser utilizada em testes por vários países das regiões da OMS, incluindo Portugal, estando a APAH e a Glintt disponíveis para apoio técnico na utilização da mesma.

A ferramenta está para já traduzida em Inglês, Russo, Espanhol e Português mas as  entidades que a desenvolveram continuam a trabalhar em melhorias e na evolução da mesma.

Business-IT