NacionalNotícias

Altran e Vodafone Portugal vão desenvolver projectos de IA

As empresas vão colaborar para melhorar a experiência dos clientes do operador de telecomunicações.

A Altran e a Vodafone Portugal vão ser parceiras no desenvolvimento de projectos de inteligência artificial (IA) e Data Science com o objectivo de criar eficiência operacional e melhorar a experiência dos clientes do operador de telecomunicações.

As duas empresas já colaboram desde 2014 nas áreas de qualidade de serviço e de experiência de clientes e o reforço da parceria prevê aumentar as competências e know-how das organizações em IA, com especial incidência em cloud, machine learning e automação.

«A transversalidade do AI & Data Science é total, a todos os sectores da nossa economia, público ou privado. E esta transversalidade representa uma enorme oportunidade para todos, mas requer um mind-set de colaboração, pois será preciso co-criar, co-desenvolver e co-investir, de forma a exponenciar o retorno destas áreas para as organizações», refere Bruno Casadinho, COO da Altran Portugal.

O responsável da Altran explica que é neste contexto que a empresa «decidiu abrir o seu Tessela, World Class Center de Analytics em Portugal e estabelecer esta parceria estratégica com a Vodafone Portugal. Este acordo, resulta da relação de confiança, iniciada em 2014 com o desenvolvimento dos primeiros projectos de colaboração em Advanced Analytics. Assumimos o futuro com a mesma responsabilidade, e com o compromisso redobrado, na criação de valor para a Vodafone e os seus clientes».

João Nascimento, CTO da Vodafone Portugal, explica a estratégia das empresas: «A Vodafone Portugal tem duas grandes obsessões diárias: a inovação e o cliente. Em tudo o que fazemos, seja no desenho de soluções novas ou na qualidade da rede móvel e fixa, o cliente é sempre o nosso foco principal. Esta parceira com a Altran representa uma oportunidade para a Vodafone trabalhar e desenvolver uses cases inovadores que tornem o nosso serviço cada vez mais eficiente, nomeadamente na detecção de forma mais célere de problemas, bem como na antecipação de eventuais anomalias».

 

Business-IT

Deixe uma resposta