Publicações recentes
Redes sociais:
HomeNotíciasUtilizadores estão cada vez mais preocupados com a monitorização da sua atividade online

Utilizadores estão cada vez mais preocupados com a monitorização da sua atividade online

Os investigadores da Kaspersky Lab alertam que os utilizadores estão cada vez mais preocupados com a monitorização da sua atividade online e da sua pegada digital através especialmente dos seus dispositivos móveis.

A empresa efectuou um estudo que revelou que  61% dos participantes não se sente confortável em partilhar informações sobre a sua localização com sites e aplicações, um valor que aumentou significativamente em comparação com os 39% registados em 2016. Além disso, 56% está preocupada com o facto de que terceiros possam aceder às informações que têm armazenadas nos dispositivos.

Já metade dos uilizadores (50%) teme que um hacker possa obter a sua localização através das informações de geo-localização dos próprios dispositivos.

Estas preocupações têm um fundamento verdadeiro. Os investigadores da Kaspersky descobriram que várias aplicações não só acedem a uma grande quantidade de dados (como informações importantes sobre a localização dos utilizadores ou dados dos seus contactos e atividades, entre outros), mas também operam sem o conhecimento dos utilizadores. De acordo com a investigação, 83% das aplicações Android acedem às suas informações privadas e pessoais, e 96% inicia automaticamente sem consentimento prévio. No entanto, este tipo de preocupações podem ser evitadas através de várias e simples medidas de segurança.

Mas os utilizadores estão a evitar as medidas de segurança e proteção de privacidade necessárias para evitar estes riscos. Por exemplo, cerca de metade dos inquiridos (47%) admitiu não verificar as permissões das aplicações pré-instaladas nos seus dispositivos Android e iOS, e um em cada cinco (21%) não prestam atenção às permissões quando fazem download ou instalam novas aplicações nos seus dispositivos. Em suma, os utilizadores de dispositivos móveis estão cada vez mais preocupados com a sua segurança mas permanecem vulneráveis a potenciais roubos de dados.

As aplicações tornaram-se uma parte importante do dia-a-dia dos consumidores mas a investigação revelou que, apesar doapreço pelas aplicações, os utilizadores não confiam nelas. Enquanto se apercebem, cada vez mais, da quantidade de informação que partilham com estas aplicações, não estão a adotar medidas para se protegerem dos eventuais riscos.