EmpreendedorismoNacionalNotícias

Tonic App anuncia biblioteca digital para combater a desinformação na saúde

A startup nacional revela que esta ferramenta terá impacto sobre «41 milhões de doentes e mais de 110 mil médicos».

Pedro Barros (Direcção Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro) e Luis Costa (medical manager da TonicApp).

A Tonic App lançou uma biblioteca digital que agrega os conteúdos das associações de doentes e que permite aos profissionais encontrar num só sítio informação fidedigna e partilhá-la com os doentes, combatendo a desinformação na saúde.

Os médicos utilizadores da solução da empresa podem, assim, partilhar os conteúdos com os seus doentes, directamente através da plataforma, por email, como complemento à consulta realizada presencialmente ou virtualmente.

A startup nacional revela que esta ferramenta terá impacto sobre «41 milhões de doentes e mais de 110 mil médicos» e que conta com parcerias com 25 associações de doentes de Portugal, Espanha e Itália. Entre as quais estão a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), a Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas (LPCDR), a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) e a Federação Nacional das Associações de Doenças Crónicas (FENDOC).

Com cerca de 300 conteúdos, sobre 75 doenças, a biblioteca digital vai crescer em breve e deverá ultrapassar a 50 associações. Além disso, a ferramenta será disponibilizada para todos os enfermeiros através da app Tonic Nurses.

Para serem integrados na biblioteca digital, os recursos produzidos por organizações reconhecidas, nomeadamente as associações de doentes, mas também entidades públicas, empresas farmacêuticas e de dispositivos médicos, são, primeiramente, analisados e validados por uma equipa multidisciplinar da Tonic App, que conta com sete elementos.

Francisco Cavaleiro de Ferreira, Presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, refere que «a parceria com a Tonic App é um importante contributo para a literacia em saúde e um instrumento fundamental para os médicos ajudarem os seus doentes oncológicos a lidarem com a sua doença e suas comorbilidades, a gerirem a sua ansiedade e, também, a combater a desinformação que grassa pela internet e redes sociais nesta área».

Já João Filipe Raposo, Diretor Clínico da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal, salienta que a ferramenta «ajuda as pessoas a terem confiança na informação que lêem sobre a sua doença e os seus tratamentos, mas também sobre medidas de estilo de vida que podem adoptar para se manterem saudáveis».

A Tonic App, fundada em 2016, está presente em Portugal, Espanha, França e Itália e está a preparar a entrada em mais dois mercados: Inglaterra e Alemanha.

Deixe uma resposta