InternacionalNotícias

Robert Bosch Venture Capital investe na Teralytics

A Teralytics desenvolveu uma solução de mobilidade multimodal inteligente baseada em tecnologia de inteligência artificial proprietária.

A empresa de capital de risco corporativo do grupo Bosch liderou um investimento de 15,6 milhões de euros na Teralytics, startup suíça de software que está a construir uma plataforma para fornecer análises avançadas de mobilidade, alimentadas por dados de rede de telecomunicações provenientes dos dispositivos móveis.

A  solução utiliza inteligência artificial proprietária para extrapolar insights, anonimizados e agregados para ajudar os fornecedores de mobilidade, cidades e serviços de transporte a entender, prever e melhorar a deslocação das pessoas.

A Robert Bosch Venture Capital (RBVC) participou nesta ronda de investimento juntamente com outros investidores que incluem a Deutsche Bahn Digital Ventures, a innogy Ventures, a LBBW Venture Capital e a Liil Ventures, e ainda os atuais investidores Atomico e Lakestar.

«A forma como as pessoas se movem muda rapidamente e estamos comprometidos em moldar esta realidade em conjunto com a Teralytics» referiu Ingo Ramesohl, diretor de administrativo da RBVC

Já Lançar simplesmente novos modos de transporte perante desafios como congestionamento, segurança no trânsito, transporte público lotado e longos tempos de espera, sem um entendimento completo de como todas as pessoas viajam, não gera os resultados desejados”, diz Alastair MacLeod, CEO da Teralytics.

Já Alastair MacLeod, CEO da Teralytics disse que «há uma necessidade de ter insights imparciais e abrangentes sobre as viagens das pessoas em todos os modos de transporte, em tempo real. A mobilidade humana está a mudar para além daquilo que conhecemos. Os próximos dez anos trarão uma mudança profunda nas tecnologias de mobilidade, comparável ao impacto que os avanços dos transístores e computadores pessoais tiveram na miniaturização e na digitalização».

Com este  investimento, a Teralytics pretende crescer globalmente e ter acesso a dados de viagens de mais de um bilião de pessoas.

Business-IT

Deixe uma resposta